Friday, March 21, 2014

Top 10 Greeting Card Experts Online, 2014: Green Initiatives

http://www.greetingcarduniverse.com/community/store.asp?store_id=392&gcu=41346466001&mid=cwu

Acredito que quando se decide aceitar, ou não, um novo trabalho, vários pontos devem ser tidos em conta. Para além da questão evidente do dinheiro - afinal, quer gostemos quer não, todos temos contas para pagar - há a considerar o investimento de tempo que nos exige, o desenvolvimento profissional e a satisfação pessoal que nos proporciona e, intimamente ligada a esta última, os princípios éticos que o regem. Por isso, antes de tomar uma decisão acerca de um potencial novo trabalho, faço-me sempre muitas perguntas: vou aprender coisas novas, melhorar o meu currículo, fazer contactos úteis? Vou chegar ao final do dia com a sensação de ter feito algo que valeu a pena? Está este trabalho e a pessoa/empresa para quem o farei, de acordo com os meus valores e princípios éticos? Já recusei trabalhos por não preencherem esta última condição, recusei outros que preenchiam todas, excepto o facto de me obrigarem a passar demasiado tempo longe da família. E aprendi que é melhor viver com menos dinheiro, mas mais satisfação pessoal, tempo para aqueles de quem gostamos e uma consciência tranquila. Foi por isso que hoje, ao ler esta notícia, fiquei muito satisfeita por confirmar que uma das empresas para quem trabalho, embora me proporcione rendimentos diminutos, se encontra entre as mais amigas do ambiente, dentro do seu ramo de actividade.
Parabéns, GCU!

*
I believe that when deciding about accepting or not a new job, several things should be weighted. Apart from the obvious income side of the question - we all have our bills to pay, whether we like to or not - there other things to ponder: time investment, professional growth (will I learn new skills, improve my CV, make useful contacts?), personal satisfaction (will I arrive to the end of the day with the feeling of having made something worthwhile?) and, closely linked to this, integrity: is the work I am doing and the people/company I am doing it for in accordance with my values and ethics? I have turned down jobs in the past because they did not fulfill this last condition. And I have turned down others that fulfilled all of them but would take away too much time from my family. And I have learned it is better to live with less income but more personal satisfaction, time for the ones you love and a clear conscience. All this to say that today I was very happy to read this news, confirming that I am working for one of the top eco-friendly businesses in their field, even though the income I earn from it is really minor:

Congratulations, GCU!

1 comment: